Artigos

Terapia Melhora Performance

Por Silvana Ricci Salomoni

Revista CARREIRA & CIA

Terapia de EMDR melhora performance e a vida de executivos   Alto nível de estresse, baixa autoestima, dificuldades de sono, adições, traços de depressão, doenças psicossomáticas e outros sintomas aparecem com frequência nos profissionais em altos cargos. Mesmo cientes da necessidade de lidar melhor com tantos desafios profissionais e pessoais, muitos executivos não querem encarar longos períodos de tratamento convencional. Surgiu nos EUA no final dos anos 80 uma abordagem de psicoterapia que dispensa longas conversas, pode abreviar o tratamento e tem apresentado excelentes resultados. Carreira & Cia conversou com a Psicóloga Silvana Ricci Salomoni, psicoterapeuta, supervisora da Terapia de EMDR e credenciada pelo EMDR Institute – EUA.

Como funciona a terapia de EMDR e quais são suas recomendações internacionais?

O EMDR é uma psicoterapia baseada em evidências, reconhecida pelo Departamento de Saúde Americano, fundamentada em processos psiconeurobiológicos, e não na fala. Promove elaboração de conteúdo emocional perturbador a nível neuronal. Estudos indicam que uma das formas naturais de reprocessamento de memórias perturbadoras ocorre no sono REM, porém nem sempre esse processo natural dá conta de todas as experiências difíceis vividas pela pessoa, resultando em memórias traumáticas. Na psicoterapia de EMDR são focalizados componentes da memória traumática, seguindo com a estimulação dos hemisférios cerebrais alternadamente, gerando integração da memória perturbadora. Ocorre nova visualização do problema e observamos crenças disfuncionais como “não tenho opção” ou “eu não tenho valor” mudarem para “eu posso escolher” ou “sou importante”. Assim, a pessoa que começa uma sessão com a crença negativa “eu não tenho chance de ganhar a disputa”, por exemplo, não terminará afirmando “vou ser o vencedor”, mas a crença resultante costuma ser “eu posso vencer” ou “eu posso dar o meu melhor”.  O EMDR possui muita pesquisa e recomendações internacionais: Organização Mundial da Saúde,Departamento de Defesa Americana, Sociedade Internacional de Estudos em Estresse Pós Traumático, Associação Psiquiátrica Americana, Organizações na França, Grã-Bretanha, Holanda e Israel, entre outras.

Como essa terapia pode melhorar o bem estar de gestores e líderes das empresas?

Reprocessando as memórias traumáticas que prendem a pessoa ao passado, desenvolve-se liberdade para optar no presente, com melhor acesso ao potencial criativo e de competência, podendo resultar na busca do bem para si e os demais. Além do tratamento de temas difíceis, a terapia de EMDR permite a instalação de recursos positivos e aprimoramento de desempenho.

Como o EMDR pode ajudar nos programas de desenvolvimento gerencial?

Reprocessando o que está impedindo a mudança da pessoa. Atendi um executivo estacionado na carreira, que embora bastante conceituado tecnicamente, não conseguia ser assertivo nas reuniões, ficando muito perturbado por ter ideias e contribuições, mas calar-se sempre. Havia participado de programas de treinamento na empresa, mas mantinha a dificuldade, até que reprocessou algumas memórias traumáticas de infância e adolescência.Eram lembranças de ter sido menosprezado na escola e em casa por sua baixa estatura. Após as sessões de EMDR finalmente ele ficou livre para expressar-se e mudar atitudes, tendo progredido na carreira, além de outros ganhos pessoais.

 Mais informações

Silvana Ricci Salomoni(CRP 08/1126). Mestre em Psicologia Clínica; Supervisora e Facilitadora de EMDR.

Extraído de: http://www.bempublico.com.br/materias/materiaVer.php?materiaID=7741#sthash.cez9Pjc7.dpuf